Composteira Humi expandida (Morada da Floresta)

A Composteira Humi foi projetada com riqueza em detalhes para facilitar a prática da compostagem doméstica, melhorar a experiência de uso, harmonizar esteticamente com o ambiente e melhorar o bem estar das minhocas.

Nessa publicação apresentamos os principais diferenciais da Composteira Humi em relação às convencionais.  

Devido à qualidade do projeto como um todo, a Composteira Humi recebeu Medalha de Prata no Brasil Design Award 2018, na categoria Produto de Impacto Positivo. Na mesma premiação, recebeu também o troféu na mesma categoria por ter sido o produto mais votado pelo público. 

Nesse vídeo gravado espontaneamente na Morada da Floresta durante um atendimento à clientes, Cláudio Spínola apresenta os principais diferenciais da Composteira Humi em relação às composteiras convencionais.

Clique aqui para adquirir sua Composteira Humi.

Confira abaixo os detalhes e diferenciais da Composteira Humi.

1- Curvatura da tampa

Curvatura da tampa da Composteira Humi

Por ser curva, a tampa possui mais estabilidade e não acumula água de chuva. Caso a Composteira Humi esteja em um local aberto, a curvatura da tampa direciona a água de chuva para as laterais, evitando água parada em cima da tampa, e consequentemente a proliferação de mosquitos transmissores da dengue e outras doenças.

 2- Garras na tampa

Garras da tampa da Composteira Humi

A tampa possui 2 garras na parte interna para apoiá-la na borda da caixa digestora quando aberta. Esse apoio facilita muito o manejo diário do sistema, visto que as duas mãos ficam livres no momento de colocar os resíduos orgânicos e cobri-los com a serragem.

3- Furos na tampa

Furos na tampa da Compsoteira Humi

A Tampa possui 108 furos para aumentar a aeração interna da caixa digestora. O design desses furos permitem a oxigenação do sistema e impede a entrada de água de chuva.

4- Furos nas laterais das caixas digestoras

Furos nas laterais das caixas digestoras da Composteira Humi

Cada caixa digestora possui mais de 140 furos nas paredes laterais. Esses furos promovem a entrada cruzada de oxigênio, aumentando a aeração interna da mesma. 

5- Pés nas caixas digestoras

Pés nas caixas digestoras da Composteira Humi

As caixas digestoras possuem 4 pequenos pés para que o fundo da caixa não encoste no chão durante a troca das posições das digestoras. Isso evita que minhocas morram esmagadas quando a digestora é colocada no chão. Os pés também diminuem a possibilidade de sujar o chão no momento de troca das digestoras. 

6- Paredes lisas

Composteira Humi com rodízios (Morada da Floresta)

As paredes lisas facilitam a consideravelmente a limpeza externa das peças. Esse diferencial pode parecer um detalhe, mas faz toda a diferença! Nas composteiras convencionais, as aletas externas acumulam muita sujeira nos cantos em 90 graus. E esses cantos são extremamente difíceis de serem limpos, visto que tanto a esponja como o pano não conseguem alcançar e limpar totalmente esses cantos. Dessa forma, pela dificuldade de alcance, as convencionais ficam marcadas com sujeira depois de um tempo de uso.

7- As digestoras entram uma dentro da outra

As digestoras Composteira Humi entram uma dentro da outra

Esse encaixe entre as digestoras, proporciona uma redução no custo do frete e melhor aproveitamento no envio. Para o envio, a coletora entra dentro da digestoras, reduzindo a altura do pacote.

8- Fundo da digestora inclinado 

Fundo da digestora da Composteira Humi inclinado 

O piso da caixa digestora possui queda d’água direcionando a maior parte do líquido para escorrer pelos furos da frente. Isso facilita a retirada do húmus da caixa do meio, visto que o excesso da umidade se concentra na frente. Enquanto nas composteiras convencionais o húmus fica todo molhado, na Composteira Humi a tendência é que apenas o húmus situado na frente fique com unidade em excesso. O restante do húmus fica mais seco, facilitando sua retirada.

9- Pés na coletora

Coletora da Composteira Humi (Morada da Floresta)

A base coletora possui quatro pés reforçados para elevar a altura da torneira possibilitando a retirada do adubo líquido sem a necessidade de um suporte adicional. Nas composteiras há a necessidade de construir, comprar ou improvisar um suporte para elevar a torneira do solo e viabilizar a retirada do adubo líquido pela mesma.

10- Possibilidade de fixar rodízios

Rodízios na Composteira Humi (Morada da Floresta)

Os pés da Humi foram projetados com furos e reforço posicionados estrategicamente para fixar rodízios de silicone gel para facilitar seu deslocamento. A Composteira Humi é a única vermicomposteira do mundo que possui essa possibilidade. Os rodízios fazem toda a diferença! Tanto para proporcionar a limpeza do ambiente, como o deslocamento da composteira para a realização da troca das caixas. Nesse momento, a composteira está muito pesada, e com os rodízios seu deslocamento fica infinitamente mais fácil. Dos diferenciais da Composteira Humi, a possibilidade de fixar os rodízios merece seu destaque.

Ao adquirir sua Humi pela nossa loja virtual, não deixe de acrescentar o Kit Rodízios no seu pedido. Os rodízios fazem toda a diferença!!!

11- Fundo da coletora inclinado

Fundo da coletora da Composteira Humi inclinado

O fundo da base coletora inclinado direciona o líquido para a torneira. Essa queda d’água facilita a retirada do líquido. Por direcionar o líquido para a torneira, essa inclinação aumenta a pressão e diminui o tempo de escoamento do adubo líquido pela torneira.

12- Torneira abaixo do nível

Torneira da Composteira Humi abaixo do nível

A saída da torneira é o ponto mais baixo do fundo da coletora. Isso faz com que 100% do líquido saia pela torneira. Nas composteiras confeccionadas em caixas organizadoras, a torneira é fixada na parede lateral a uma altura de 1cm do fundo. Isso faz com que sempre haja uma “piscina” de adubo líquido no fundo da caixa. Desta forma, a maioria das minhocas que caem da coletora de uma convencional, morrem afogadas.

13- Ilha salva-vidas na coletora

Ilha salva-vidas na coletora da Composteira Hummi

Diferente das composteiras convencionais, na Humi as minhocas não morrem afogadas quando caem na coletora. Além da queda d’água, que permite esvaziar completamente a coletora, a ilha ajuda as minhocas a retornarem para a caixa de cima. 

14- Materiais reciclados (caixas longa vida e BOPP)

Ao projetarmos a Composteira Humi, nos preocupamos também em produzi-las com materiais que ainda são pouco reciclados no Brasil e no mundo. Nas composteiras produzidas com material de caixa longa vida, reciclamos mais de 1.000 caixinhas para cada composteira produzida. 

Também estamos trabalhando para lançar em breve a Composteira Humi produzida com BOPP reciclado. Para quem não conhece o termo, BOPP é o plástico  das embalagens laminadas de salgadinhos, biscoitos, picolés, etc, são produzidos com BOPP. Esse material ainda não é reciclado no Brasil. Estamos dando esse passo para iniciar um movimento de valorização e reciclagem desse material,

 

Deixe seu comentário
9 respostas
  1. Fernando Castilho
    Fernando Castilho says:

    Na minha composteira Humi as minhocas desaparecem durante um bom tempo, mesmo procurando e cavando em todas as caixas eu não acho nenhuma. Remexo tudo e penso que todas fugiram. Em outras fases elas aparecem aos montes nas bordas internas, conseguem sair pelos cantos das tampa e se espalham sobre o chão. Algumas conseguem fugir, outras morrem secas. Já tentei até colocar peso por cima nas bordas, mas nada funciona, a vedação não é perfeita, saem sempre pelos mesmo cantos. Minha região, Barretos-SP, é muito quente, com dias que chegam a 48 ºC, não existe temperatura mais fresca que 30º C, nem na sombra. Em certas temporadas muitas se embolam nas bordas pelo lado interno. Mesmo as grandes saem e acabam fugindo pelas bordas. Existe alguma versão com borrachas de vedação nas tampas? Com uma maior vedação? Já pensaram em fazer uma tampa mais vedada e justa? A venda de um complemento ou um recall? Parece que o material toma uma certa forma, vai laceando e aparecem frestas.

    Responder
    • Yasmine
      Yasmine says:

      Pois é… eu tb passei por um episódio de fuga das minhocas… mas percebi que foi num dia de chuva intensa e a composteira estava num local mais próximo da chuva (não molhou, mas recebeu uns respingos do chão). Porém, sofri com uma infestação de bigatos… e descobri que uma parte do anel de encaixe que veio quebrado. Sim, veio quebrado. Além da tampa não possuir uma vedação perfeita, o que tem deixado folgas suficientes para a mosca soldado entrar. Os furos foram pensados para arejar a caixa, não uma tampa que não fecha perfeitamente. O sistema é bacana, a caixa é linda, mas esses detalhes têm atrapalhado um pouco o processo…

      Responder
  2. Rita
    Rita says:

    Olá!
    Ossos de galinha, pele, restos de comida… tem alguma composteira que aguente?
    Ou só casca de frutas, legumes, saquinhos de chá, sementes, que vão?

    Responder
    • Samantha
      Samantha says:

      Oi, Rita!

      As composteiras termofílicas, que são indicadas para grandes geradores (indústria, por exemplo), “aguentam” este tipo de resíduo. Na compostagem residencial, que geralmente é feita com a vermicompostagem (ou seja, utiliza minhocas), não é indicado compostar restos de comidas e ossos.

      Responder
  3. Paulo de Barros Silva Junior
    Paulo de Barros Silva Junior says:

    Tentei montar uma composteira com baldes de manteiga, mas, desisti depois de prontas.
    Comprei a Humi com duas digestoras e o rodízio na época vinha de brinde. Excelente, tanto que incentivei uma amiga a comprar, apresentando os diferenciais. Ela adquiriu a Humi também. Ela teve uma excelente colheita de uvas, como nunca antes. Perguntei o que teria feito essa diferença. “Chorume e húmus de minhoca, não fiz mais nada diferente”. Investimento que dá retorno.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário para Rita Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.